Valério, Doleiros, Lavagem e o PT!


Folha de SP.

A quebra do sigilo telefônico das empresas do publicitário Marcos Valério revelou sete ligações, em dez meses de 2002, da SMPB para o telefone celular do doleiro Jader Kalid Antonio, de Belo Horizonte. Os registros também incluem duas chamadas para o celular de outro doleiro mineiro, Haroldo Bicalho, preso em 2004.

As ligações reforçam a hipótese investigada pela CPI e pela PF de que Kalid era próximo das empresas de Valério e poderia ter operado remessas para o publicitário após saques em dinheiro de agências do Banco Rural para o esquema de caixa dois do PT.

Sob orientação de Valério e de Delúbio Soares, ex-tesoureiro do partido, Kalid teria remetido para uma conta nas Bahamas os R$ 10,5 milhões devidos pelo PT ao publicitário Duda Mendonça. O dinheiro referia-se a campanhas do PT em 2002, incluindo a do próprio Lula.

<< Home