Tudo Pelos Movimentos Sociais


Claro, com dinheiro público e desvios de finalidade!

Estado de SP.

Auditores do TCU concluíram ontem em Curitiba um parecer recomendando uma devassa nos Consórcios Sociais da Juventude, programa custeado pelo Ministério do Trabalho que já consumiu R$ 73 milhões do ano passado para cá, caso o órgão confirme irregularidades apontadas por eles. Baseando-se na investigação que fizeram no Paraná, onde os recursos do programa são controlados por uma entidade dirigida por integrantes do PT local, os auditores propõem que o TCU proíba o repasse das verbas para organizações não-governamentais (ONGs). O parecer chegará hoje às mãos do ministro relator do processo, Walton Alencar Rodrigues. Sob pretexto de capacitar 800 jovens para o programa Primeiro Emprego, o Ministério do Trabalho depositou quase R$ 2 milhões, entre dezembro e abril, numa conta da Fundação Estadual de Cidadania (FEC), que não é nem fundação nem estadual, mas uma entidade dirigida pelo tesoureiro de campanha e por um assessor do deputado estadual Ângelo Vanhoni, do PT, candidato derrotado a prefeito de Curitiba em 2004.
Blog do Cesar Maia

<< Home