Toninho da Barcelona, Bônus-Banval, Dirceu, Quadrado... Ufa!!! PT!


Primeira Leitura.

Toninho da Barcelona disse que Dario Messer é “o doleiro do PT, sem risco de errar”, que operava através do Trade Link Bank, e que a Bônus-Banval dirigia o esquema para o partido. Segundo Barcelona, dinheiro vinha do Trade Link, de uma conta “controlada pelo senhor Marcos Valério”.

Ele disse ainda que era voz corrente no mercado que os sócios da Bonus-Banval eram amigos do deputado José Dirceu (PT-SP), ex-ministro-chefe da Casa Civil. Segundo Barcelona, Enivaldo Quadrado, um dos sócios da corretora, não escondia a amizade que tinha com Dirceu e se mostrava feliz por conta dessa proximidade. Toninho da Barcelona afirmou ainda que o doleiro Alberto Jussef, de Londrina, apresentou o líder do PP, deputado José Janene (PR), à Bonus-Banval.

Janene, por sua vez, teria apresentado o empresário Marcos Valério aos donos da empresa, e Valério teria intermediado o contato do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares com a corretora.

<< Home