Testemunha Bomba-Chave do MensaLeão!


Neste fim de semana, dois deputados da CPI tentavam convencer uma testemunha Bomba-Chave a demonstrar o MensaLeão de Palocci e Cia, Ribeirão Ltda!

Correio Brasiliense.

Mais um integrante da família Barquete será incluído nas investigações do caso Gtech. Ruy Barquete dos Santos, diretor de contas da Diebold Procomp, fornecedora de 60% dos produtos para automação bancária no país, é irmão de Ralf Barquete, ex-secretário de Fazenda da prefeitura de Ribeirão Preto durante a gestão de Antonio Palocci, atual ministro da Fazenda.

Antes de morrer no dia 8 de junho de 2004, Ralf foi conselheiro fiscal da Funcef, fundo de pensão da Caixa Econômica Federal, e assessor especial da presidência do banco estatal. A Diebold Procomp ganhou em pregão eletrônico, no dia 17 de março deste ano, um contrato de R$ 212 milhões para fornecer 25 mil terminais para toda rede de lotéricas da Caixa, serviço antes prestado pela multinacional Gtech, empresa pivô do Caso Waldomiro Diniz, em 2004.

A CPI dos Bingos, do Senado, investiga a renovação de contrato por 25 meses da Gtech com a Caixa em abril de 2003. O senador Garibaldi Alves (PMDB-RN), relator da CPI dos Bingos, quer analisar a execução do contrato entre a Caixa e a Diebold Procomp e pretende convocar Ruy para tentar descobrir se houve algum tipo de participação nas negociações.

<< Home