República do Lixo: e Quando Vier a Testemunha-Bomba Que Levava o Dinheiro?! 1


Estado de Minas.
Análise feita pelos técnicos da CPI dos Bingos deve confirmar o pagamento de propinas pela Leão Leão, empresa acusada de fazer parte da chamada “máfia do lixo” em dez prefeituras paulistas, incluindo a de Ribeirão Preto na gestão do ministro da Fazenda, Antonio Palocci. Segundo o levantamento, dados da quebra de sigilo bancário da Leão Leão já comprovariam, por enquanto, o pagamento de propina para a prefeitura de Sertãozinho, município vizinho a Ribeirão Preto.

A investigação está sendo feita com o apoio dos promotores do Ministério Público de São Paulo. A movimentação bancária de empresa está sendo cruzada com uma planilha entregue à CPI pelo promotor Aroldo Costa Filho, que investiga a participação da Leão Leão no esquema. O documento, apreendido na empresa pelo MP, demonstra o pagamento de R$ 50 mil entre os meses de maio e dezembro (sem mencionar o ano) para a prefeitura de Ribeirão Preto, outros valores para prefeituras da região onde a empresa também foi prestadora de serviços e contém nomes de vereadores com beneficiados. Disse Buratti: “A comissão era em cima dos contratos. O dinheiro saía da empresa com nota fiscal de prestação de serviço ou então era retirado do caixa com notas frias”.
Blog do Cesar Maia

<< Home