Recado de Frei Beto aos Deputados, Cassáveis, do PT


Artigo no JB.
Tome malas de dinheiro para financiar políticos e partidos. Faça fila diante da boca do caixa. Aproprie-se, locuplete-se, corrompa-se. Assine sem ler, confie sem pedir contas, concorde sem saber. Caso se abra o forno do sigilo, atribua tudo a empréstimos não contabilizados. Todo bobo crê em eufemismos. E a Justiça eleitoral não tem guardas, não emite mandados de prisão nem possui instalações carcerárias. Atenha-se a detalhes: apanhado à luz do sol com o bolo na mão, invente uma desculpa qualquer. Bobo adora desculpas. Alegue ter ido ao banco pagar uma conta e o dinheiro, ávido por liberdade, pulou da caixa-forte ao seu bolso. Ou explique que o assessor, à sua revelia, embolsou o dinheiro. Todo bobo presume que políticos ingênuos são vítimas de assessores espertos.
Blog do Cesar Maia

<< Home