Quem Está Por Trás do Waldomiro? Casa Civil? SECOM?


Folha de SP.

A CPI dos Bingos vasculha a movimentação financeira da MM Consultoria Jurídica, empresa de Belo Horizonte que recebeu R$ 5,09 milhões da multinacional GTech entre dezembro de 2002 e junho de 2003.

A suspeita da CPI é que a MM tenha sido usada como laranja pela GTech para pagamento de propina ao chamado "grupo do Rio", supostamente comandado por Waldomiro Diniz, ex-assessor do deputado José Dirceu (PT-SP) na Casa Civil até fevereiro de 2004. O presidente da CPI, senador Efraim Morais (PFL-PB), disse que a MM Consultoria é uma "laranja vip".

Por enquanto, a CPI identificou três pessoas que fizeram ao menos 150 saques em 2003, descontando no banco cheques emitidos pela MM em valores variando de R$ 5.000 a R$ 100 mil. Assessor da Secom de Gushiken de outubro de 2003 a 15 de junho deste ano, o advogado Marcelo Coelho de Aguiar, tem oficialmente 30% da MM.

<< Home