PT Sai Esfacelado das Eleições Internas


Em artigo divulgado hoje pela Agência Estado, o professor Carlos Alberto Furtado de Melo, cientista Político e professor de Sociologia e Política do Ibmec São Paulo, analisa o processo de eleições dentro do PT em plena crise política. De acordo com o professor, "imerso na maior crise de sua história, o PT apostou numa ainda maior fragmentação. Sem conseguir 'higienizar' o ambiente, dividiu-se ainda mais. Esfacelou o que um dia chamou 'campo majoritário' e tornou-se relativamente mais esquerdista e anacrônico, menos apto a participar das responsabilidades do poder.(...) A prometida queda-de-braço com o governo frustrará os espíritos mais rebeldes. Novos campos majoritários se estabelecerão, mas não será fácil esquecer que se é governo".


Blog do Cesar Maia

<< Home