Prossegue a Reunião na Cabine do Titanic: Reforma Eleitoral: Nada!!!


O comandante não sabe o que dizer a seus eleitores.

Ag. Estado.
O presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PC do B-SP), não obteve apoio na primeira reunião de líderes, que realizou hoje, para a votação da proposta de emenda constitucional (PEC) que permite que o Congresso Nacional faça mudanças na lei eleitoral até 31 de dezembro, para entrar em vigor no próximo ano.

Ao abrir a reunião, Aldo Rebelo afirmou que não havia condições de a Câmara votar o projeto que muda as regras eleitorais até amanhã - prazo final definido por lei - para que as alterações entrem em vigor no próximo ano, e procurou ouvir os líderes sobre a possibilidade de votar em outubro a proposta de emenda, que altera esse limite para as mudanças.

O líder do PSDB, Alberto Goldman (SP), condicionou a votação da PEC a um acordo sobre o conteúdo da mudança eleitoral. Segundo ele, seu partido não concorda em "abrir a porteira sem saber o que vai passar por ela". "Nada será aprovado se não houver consenso na regra eleitoral", afirmou o tucano. "Não queremos nenhuma armadilha para que haja retrocesso ou recuo", completou.

O líder do PFL, Rodrigo Maia (RJ), afirmou que vai consultar o seu partido sobre a votação da PEC, mas adiantou que não concorda com a proposta. Ele defendeu que o Congresso vá aperfeiçoando a Lei Eleitoral mesmo que seja para a entrada em vigor mais no futuro. "Todo mundo faz um discurso bonito para defender a reforma, mas na hora de votar procura defender o seu próprio interesse", afirmou Maia.
Blog do Cesar Maia

<< Home