Pizza Discreta


Editorial da FSP questiona porque o senador Azeredo não está na lista. Bem, mas junto viriam tantos outros... PSDB deu um cheque-mate no PT e disse que se incluísse Azeredo viria muita retalização inclundo os do PT em Minas. Pizza discreta! E o Claudio Mourão -tesoureiro de 1998- porque não foi chamado a CPI ? Pizza discreta?

Folha de SP.


Causa estranheza que Eduardo Azeredo, senador e presidente do PSDB, não esteja entre os 18 parlamentares cuja cassação foi recomendada em relatório conjunto das CPIs do Mensalão e dos Correios, na última quinta-feira.

São muitos os indícios de que Azeredo se tenha beneficiado do chamado "valerioduto" durante sua campanha à reeleição para o governo de Minas, em 1998. O próprio Valério declarou sua associação com o senador, em depoimento à CPI dos Correios, e, posteriormente, surgiram diversas evidências nesse sentido.

<< Home