Perito ou Esperto?


Sem o original fica tudo por isso mesmo! É o que insinua!

Folha de SP.


O perito do Instituto de Criminalística de Pernambuco Adamastor Nunes de Oliveira, 46, afirmou ontem em Recife que não acredita na existência do documento original que prorroga irregularmente o contrato de um dos restaurantes da Casa, supostamente assinado pelo presidente da Câmara, Severino Cavalcanti (PP-PE), em 2002, quando ocupava o cargo de primeiro-secretário. Autor do laudo que aponta indícios de fraude no documento, Oliveira diz que, se o original não apareceu até agora, "é porque ele não deve existir": "Estou maluco para ver [o original], estou ansioso".

<< Home