Os cadáveres no armario


Trechos da entrevista de Gabeira ao JB.
– Não é que a crise tenha chegado ao Planalto, ela nunca saiu de lá. É um grupo que detém todos os cadáveres no armário e todos os segredos. Sejam segredos de financiamento escuso de campanha, sejam segredos ligados à tentativa de sufocar a investigação da morte do Celso Daniel.
- E o núcleo no poder vai sendo constituido também por aquelas pessoas que detêm os segredos dos cadáveres no armário.
– Ele não está buscando o apoio das massas, está usando um grupo de sindicalistas e políticos para constituir auditórios favoráveis que garantam aplauso na hora certa, transmitindo a impressão que tem apoio popular. Se gostasse da massa ele ia para a Central do Brasil ou para a Praça da Sé.
– Estou consciente de que o governo morreu. O que fazemos agora é discutir o que fazer com o corpo até 2006. Não vejo chances de o governo se recuperar. O que se define agora é se ele vai continuar fraco até o final ou se vai cair antes.

<< Home