Opinião: A Opinião Política Carioca


Entre 1937 e 1967, a política em SP foi dominada pelo Ademarismo. O desvio janista não deixou de ser um atalho deste populismo de direita. Nos anos 40,50 e 60, os grandes partidos nacionais - PTB, PSD e UDN - mal tinham existênca em SP. Antes de 64, o eixo de vanguarda política no Brasil, estava no Rio de Janeiro. Depois de deslocou para SP culminando com o PT e o PSDB.

Hoje a crise política tem como epicentro SP, tanto em relação - óbvia ao PT- como ao PSDB, cuja ambição de poder o desloca para a direita. Isolar Serra é exemplo disso. No Rio, a demolição de Brizola, e os fracassos de sucessivos governos estaduais, terminaram por abrir brecha a um populismo pentecostal que caracterizou a ascensão de Benedita e Garotinho.

Na "Guanabara" fincou-se um polo de resistência com o nosso grupo, lastreado em uma prática social-democrata, uma gestão técnica, uma liberdade partidária, permanente apoio teórico e histórico, a busca de resultados, e um discurso de lei e ordem. Com isso agregou correntes políticas anteriores tão díspares como o udenismo e o petebismo, construindo uma nova corrente política. Isso lhe deu autonomia e apoio popular crescente, a partir dos segmentos médios.

Esta crise abre uma nova oportunidade à política carioca. A presença dos deputados Rodrigo Maia (o mais jovem líder parlamentar da história parlamentar brasileira desde o Império até hoje, entre os grandes partidos), Fernando Gabeira (fundando a esquerda cidadã), Chico Alencar, Eduardo Paes, todos no centro dos debates sobre a crise, um colunismo político de alto nível como no caso do jornalista Merval Pereira, e a presença de cientistas políticos do Rio ( Renato Lessa, Jairo Nicolau, Lucia Hipólito, Nelson Carvalho, Wanderley Guilherme dos Santos,....), fazendo contraponto ao silêncio,dos intelectuais de SP (amplo, mesmo que parcial), afirmam que 2006 para os cariocas não pode ser mais uma eleição. Nossos principais quadros devem estar no centro deste processo com a garantia de continuidade política de nosso núcleo gerador, a cidade do Rio de Janeiro.

<< Home