O Mar de Lama


Editorial da Folha de SP.

Quanto terá custado a eleição de Aldo Rebelo (PC do B-SP) para a presidência da Câmara dos Deputados? "Apenas" R$ 1 bilhão do Orçamento que o Executivo, à véspera do pleito, prometeu gastar? Quantos cargos cedidos a partidos da base governista beneficiários do "valerioduto"? Que tipo de acordo político terá sido feito com quem está interessado na impunidade? Essas perguntas evidenciam a nódoa que paira sobre a vitória do governismo.

Em demonstração de que nada aprendeu com o escândalo que devastou o PT e abalou seu governo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pôs em campo estratégia cuja lógica é muito parecida com a que comandou os pagamentos a bancadas no âmbito do "valerioduto". Foi opção cara e de eficácia arriscada -apenas 15 votos decidiram a disputa a favor de Rebelo. Além disso, denotou uma intromissão abusiva do Poder Executivo nos assuntos do Legislativo.

<< Home