O Desmonte da Perversa e Corrupta Máquina Petista


No Noblat- do artigo de Ibsen Pinheiro.

Julgamento político não é licença para cometer injustiça, como também não o são os julgamentos administrativos e até os esportivos. Mas a diferença também, frequentemente, não é percebida, a de que nos julgamentos políticos o efeito é político e este, no episódio atual, já aconteceu. Pelo menos o efeito principal: o desmonte da máquina petista.

José Dirceu enxergou com perfeita lucidez e, ao mesmo tempo que nega participação nas deformações extralegais, assume sua responsabilidade política e, com toda a razão, cobra o mesmo de seus parceiros. Não temos meios de saber se serão dois ou dezoito os cassados, mas, salvo para eles, esse é um ponto secundário. O ângulo principal é o político, porque é de responsabilidade política que se trata.

E o Brasil já sabe, com certeza científica, que não estamos meramente presenciando alguns casos particulares de desvios de conduta, já de si graves, mas assistindo ao desmonte de um poderoso e articulado projeto de poder, capaz de projetar-se no tempo em estilo mexicano, não lhe faltando, sequer, uma causa.

<< Home