O Depoimento de Severino


1. Psicóloga: Severino se saiu bem. Leu o texto com ênfase necessária. Só bebeu a água com pigarro. Isso mostra que não bebeu álcool na véspera. Não suou durante a coletiva.

2. Publicitária: Escorregou ao mostrar várias vezes o quanto a imprensa o incomoda e tratou-a como se fosse ela a sua oposição.

3. Ex-Policial: Usou a tática esperada: negar, negar, negar. Repetiu a palavra mentira várias vezes. O ponto fraco foram as contradições sobre o documento, que o repórter da TV Globo pegou bem. Se há perícia não poderia haver dúvidas ou afirmações que servidores não o trairiam incluindo documento em processo. A alegação de Severino que documento não tem consequência jurídica pela data é outro ponto fraco, pois perícia anularia tudo.

4. Ex-Policial diz que há uma flagrante contradição. Advogado disse que o perito se chama Mário Gil. O assessor jurídico disse que o perito foi Adamastor Oliveira.

5. Ex-policial acha que os repórteres mais uma vez não foram bem equipados. Ninguém tratou de um ponto central: a acareação entre funcionários de Buani e de Severino. Ninguém tratou do depoimento do Izailton.

6. Psicóloga diz que Severino usou contradições entre os depoimentos dos acusadores. E que isso é bem percebido por quem está vendo a coletiva.

7. Publicitária diz que argumento de Severino que cortou verbas de publicidade da Câmara querendo com isso demonstrar que é por isso que imprensa o está perseguindo, é pueril.

8. A decisão de Severino que vai ficar na presidência e que vai presidir as sessões é forte e não teria sido adotada sem que a conversa com o ministro Jacques Wagner não tivesse dado respaldo a essa decisão. Ou seja: a permanência de Severino é útil a Lula, seja pelo precedente que cria -exigência de provas documentadas que agrada a Dirceu,....- seja porque mantém a crise no Congresso.

9. Publicitária: Severino jogou em cima dos lideres da oposição a responsabilidade pelo atraso dos julgamentos se tentarem obstruir as sessões por ele continuar presidindo sem renunciar ou tirar licença.

10. Psicóloga: Curioso as afirmações reiteradas -por ingenuidade- repetindo o comportamento que sua assessoria pediu para ter. -vejam como estou firme,não estou triste nem constrangido, tranquilo, respondo tudo, convoquei coletiva,..... Ou seja: o que é para ser percebido, ele abre e passa por dramatização e tira força da boa apresentação que fez no início.

11. Psicóloga: a chantagem maior que fez com os líderes foi quando disse que -isto de apresentar processo contra mim pode ser uma cilada para eles.

12. No final Severino agrediu Gabeira por suas posições em defesa da legalização das drogas e da liberdade de opção sexual.

13. Também no final quando questionada pela quarta vez sobre reunião com Jacques Wagner disse sem titubear: -Tenho apoio do governo.

14. Os elogios aos funcionários profissionais da Câmara, na verdade é um alerta sub-repitício a eles: -Cuidado por que estes processos passaram por vocês.

15. Ex- Policial. Agora é: 1) Contrastar perícias,( há outra que a Veja fez), e questionar divergência de nomes de peritos conforme acima. 2) Acarear funcionários de um lado e outro pois são mais frágeis. 3). Suspeitar que contrato era na verdade contrato de gaveta e por isso não acompanhava os prazos processuais. 4) Levantar os cheques de Buani, não como prova mas como checagem da coerência de Buani. Se houver frequência de mensalinho por um só valor, reforça Buani. 4) Usar mais o Izailton, pois nunca tendo sido citado pode ser uma peça chave.

16. Os líderes dos partidos de oposição estão numa sinuca. Como se comportarão ? Farão a obstrução e com isso não se dá o julgamento de Roberto Jeferson? Certamente nesta sessão Severino estará para criar um constrangimento a obstrução.

<< Home