Novidades no Mercado Financeiro: "Reserva Moral"


Estado de Minas.
A “reserva moral”, do ex-presidente do PT José Genoíno e do ex-tesoureiro Delúbio Soares eram a garantia de pagamentos dos empréstimos de R$ 66 milhões, concedido pelo banco BMG, ao PT, por intermédio do empresário Marcos Valério, acusado de operar o suposto mensalão. A revelação foi feita pelo presidente do banco, Ricardo Guimarães, em depoimento na CPI dos Correios. “Recebi no fim de 2004, uma carta do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, declarando-se devedor solidário dos empréstimos. Não sei por que ele mandou essa carta. Chegou de espontânea vontade, não sei por quê”, disse o presidente do banco. Ele contou que a direção, estudou as garantias de pagamento oferecidas e concluiu que eram válidas.
Blog do Cesar Maia

<< Home