Ministério das Cidades e o acordo Severino/PP


Zero Hora/RBS.
Indicação direta de Severino Cavalcanti (PP-PE), o novo ministro, Marcio Fortes, evita embaraços políticos. De um lado, atende à determinação da Casa Civil e conserva antigos secretários. De outro, tenta driblar a pressão dos deputados do PP sem romper o elo com Severino. Até a denúncia do mensalinho, o presidente da Câmara tinha trânsito livre no ministério. Freqüentava o gabinete de Fortes sem aviso prévio, na companhia de prefeitos e governadores. Severino havia conseguido emplacar uma secretaria de peso. O novo secretário executivo, Felipe Mendes de Oliveira, é apadrinhado do deputado e corregedor da Câmara, Ciro Nogueira (PP-PI), a quem Severino costuma chamar de filho. As quatro principais secretarias - de Habitação, Programas Urbanos, Transporte e Mobilidade Urbana e Saneamento Ambiental - foram mantidas com o PT.

<< Home