Mico "Leão & Dourado"

Tentativa de preservação da espécie !

Correio Brasiliense.


De pai para filho

Em depoimento ontem à CPI dos Bingos,Dourado, chefe de gabinete do ministro da Fazenda, Palocci, revelou ter feito um negócio que contraria qualquer lógica do mercado imobiliário. Garantiu que pagou no ano passado R$ 80 mil por um terreno de 1.087 metros quadrados num condomínio de classe alta em Ribeirão Preto, como declarou em escritura lavrada no 2º Ofício de Notas daquela cidade. O problema é que a mesma escritura registra que o valor venal do imóvel é de R$ 130.535,34. Valor venal é o fixado pelas prefeituras para recolhimento do IPTU e sempre está abaixo do valor de mercado. Portanto, Dourado participou de um negócio de pai para filho.

Segundo reportagem do Correio, publicada terça-feira, Dourado comprou o terreno por R$ 200 mil, conforme informações de um corretor de imóveis de Ribeirão Preto que acompanhou a transação, mas o registrou por R$ 80 mil. Hoje, o mesmo terreno vale R$ 250 mil. O antigo proprietário Ricardo Garcia Leal disse ontem não se lembrar do valor pelo qual vendeu o terreno, há 15 meses. “Isso faz tempo. Não me recordo mais como foi a negociação”, disse. Também não se lembrava da forma de pagamento.

(clique para ampliar)

<< Home