Lavagem: Usando o Nome de Mulheres


Estado de Minas.
Usavam o nome de mulheres sem qualquer projeção no mundo dos negócios. Piedade, Regina e Roseli são os inocentes nomes que encabeçam o ranking em ordem de grandeza. Em nome de cada uma delas foram enviados mais de US$ 39 milhões, ou R$ 94 milhões, dando às três acusadas soma superior a US$ 117 milhões, ou quase R$ 300 milhões. Piedade Pedro de Almeida, do Rio de Janeiro, Regina Ruriko Inoue e Roseli Ciolfi, de São Paulo, são as maiores mas não são as únicas a concentrar quantias. Tomando-se apenas a maior das duas listas, que reúne as remessas ocorridas entre 2001 e 2003, dos 8.136 nomes listados, 5.716, ou 70% do total, remeteram até US$ 50 mil, ou R$ 120 mil. Outros 2.286 (28%) respondem por remessas entre US$ 50 mil e US$ 1 milhão. Sobram apenas 136 listados, ou apenas 1,67% do total, que remeteram quantias acima de US$ 1 milhão (R$ 2,4 milhões).

Essa lista mostra outras concentrações. Depois de São Paulo, que é origem de 3.747 nomes, ou 46% do total, a surpresa fica por conta de Manaus, de onde vieram 16% do nomes, ou 1305 listados, superando o Rio de Janeiro, que comparece com 814 nomes. Belo Horizonte vem em quarto lugar, com 369 nomes, enquanto outras cidades importantes aparecem com listas menores, como Brasília, com apenas 42.

Blog do Cesar Maia

<< Home