Laranja Para Dar e Vender


Estado de Minas.
Em 20 de fevereiro de 2002 o ESTADO DE MINAS revelou investigações feitas pelo Ministério Público Estadual sobre um esquema montado no Leste do Estado que teria desviado entre R$ 7 milhões e R$ 8 milhões de verbas do Orçamento da União. O esquema envolve cerca de 60 prefeituras e 23 empreiteiras fantasmas, que se revezariam na vitória em licitações abertas nos municípios. As concorrências foram feitas com cartas marcadas, utilizando empresas fantasmas, laranjas e notas falsas. A maior parte do dinheiro foi liberada pelos ministérios da Saúde, Integração Nacional e Esportes, a partir de emendas orçamentárias apresentadas no Congresso. No entanto, as obras a que se destinavam nunca terminaram. O MP alega que o cabeça do esquema é o deputado federal João Magalhães (PMDB).
Blog do Cesar Maia

<< Home