"Laranja" de Dois Deputados e Recursos da União


Estado de Minas.
MP-MG já não tem mais dúvidas de que a construtora Ponto Alto Ltda – líder de um esquema de desvio de verbas do Orçamento da União através de convênios com prefeituras do Leste mineiro, iniciado em 1999 – pertenceu aos deputados federais João Magalhães (PMDB) e Márcio Passos (PL). Em depoimento ao juiz da 3ª Vara Cível de Governador Valadares, Wagner Alcântara, e à Procuradoria de Justiça Especializada no Combate a Crimes de Agentes Políticos Municipais, em Belo Horizonte, o suposto proprietário da empresa, Silvério Dornelas Cerqueira, confessou que foi usado como laranja pelos dois parlamentares.

Para participar das licitações públicas e ter acesso às verbas, precisavam abrir uma empresa de construção civil. A convite deles, aceitou figurar como laranja, assumindo a propriedade da empresa junto a uma empregada doméstica, Josélia Ferreira dos Santos. Ela chegou a assinar, pela construtora, um dos recibos emitidos pela Prefeitura de São José do Jacuri, em que foram disponibilizados pelo Ministério da Integração Nacional R$ 100 mil para a construção de duas pontes – que não saíram do papel. O ESTADO DE MINAS esteve no local em fevereiro de 2002, e encontrou apenas estacas de madeira.
Blog do Cesar Maia

<< Home