Julgamento de Crime Eleitoral de Garotinho Está na Gaveta do TRE-RJ


Aliás, isso já ocorreu com ele num processo em que foi condenado, mas a nível federal. O retardamento é tática para que possa concorrer e em seguida o prazo se extingue!

Coluna Luiz Garcia.

A sentença — que suspendia por três anos os direitos políticos dos dois — foi consistente com episódios presenciados por jornalistas e denunciados por adversários políticos. Havia também um cabo eleitoral que prometera publicamente “confirmar tudo”; misteriosamente, mudou de idéia 24 horas depois. E 17 dias depois, o sol voltou a brilhar para o casal Garotinho, que não parara de jurar inocência.

Antes que o Tribunal Regional Eleitoral julgasse seu recurso contra a sentença, o juiz Márcio Pacheco de Mello, do próprio TRE, devolveu temporariamente os direitos políticos à dupla. A sentença é liminar — e até agora a corte estadual não julgou o caso. Ou seja, não deu à sociedade a satisfação de que falou o ministro Carlos Velloso.

<< Home