Isso é Troco! Investiguem os Fundos Exclusivos!


Folha de SP.

Relatório parcial da CPI dos Correios contabilizou prejuízo de R$ 9 milhões em operações de compra e venda de títulos públicos feitas por seis dos 11 fundos de pensão avaliados. Parlamentares investigam os prejuízos dos fundos patrocinados por estatais como uma das supostas origens de dinheiro do caixa dois do PT. As operações que renderam prejuízo aos fundos estão concentradas em 12 corretoras, que também poderão ter seus sigilos fiscal e bancário quebrados pela CPI.

Entre as corretoras que registraram prejuízos está a Bônus-Banval, pela qual eram repassados recursos da conta do publicitário Marcos Valério. Operações com a corretora renderam prejuízo de R$ 708 mil à Geap, fundo de pensão dos funcionários públicos federais. O maior prejuízo detectado atingiu o Serpros: R$ 4,4 milhões. O prejuízo resultou de cinco operações de compra de um tipo de título público (as NTNC) realizadas no intervalo de quatro dias, 5,7 e 8 de julho de 2004. Essas operações puseram a corretora Planner CV S.A. na posição de responsável pelo maior prejuízo. O Geap aparece em segundo lugar no ranking do prejuízo. O fundo perdeu, ao todo, R$ 2,2 milhões em operações de compra e venda de títulos públicos. Em terceiro lugar está a Portus, fundo dos portuários. A Portus perdeu R$ 846 mil em cinco operações sucessivas de compra de títulos (as NTNB) ocorridas entre 8 e 26 de novembro de 2004.De acordo com o Coaf, a Geap teria perdido no ano passado R$ 1,336 milhão, e a Portus, R$ 747 mil. O relatório levou em conta operações com títulos de renda fixa pós-fixados em 11 entidades de previdência complementar patrocinadas por estatais. Foram considerados os negócios fechados entre 2000 e 2005.

Blog do Cesar Maia

<< Home