Irmão de Celso Daniel hoje na CPI


Zero Hora


Crise em Brasília
Irmão de Daniel tenta provar morte por vingança
O oftalmologista João Francisco sustenta que o prefeito do PT foi assassinado em 2002 por motivações políticas

Quando sentar no banco das testemunhas da CPI dos Bingos, às 11h30min de hoje, o oftalmologista João Francisco Daniel vai tentar convencer o Brasil de que um complô político matou seu irmão, o prefeito de Santo André Celso Daniel (PT).

João Francisco e seu irmão Bruno - ainda filiado ao PT, apesar de acreditar no envolvimento de correligionários na morte de Daniel - juntaram um dossiê para provar a tese. Além disso, estão amparados em seis indícios armazenados desde 2002 pelos promotores Amaro Thomé e Roberto Wider Filho, de Santo André. A crença é de que o crime foi motivado por desavenças na partilha de um suposto caixa 2 montado na prefeitura. A versão da polícia, até o início deste mês, era de que o crime tinha sido um seqüestro aleatório.

Abaixo dados da perícia divulgadas pelo Zero Hora (clique para ampliar)

<< Home