Interbrazil!


Editorial do Estado de SP. Trechos.

O escândalo Interbrazil

O PT não se limitou a atuar apenas nos setores de coleta de lixo, publicidade, bingos e fundos de pensão. Agora se sabe que seu esquema mafioso também manteve umarelação promíscua com uma companhia seguradora sem lastro financeiro para pagar os sinistros por ela segurados.

Trata-se de uma iniciativa irresponsável que por pouco não pôs em risco a continuidade de um serviço estratégico, como o fornecimento de energia para algumas das principais regiões do País.

Essa empresa é a Interbrazil, uma seguradora absolutamente desconhecida no mercado até a ascensão do PT ao poder, em 2002. Foi a companhia escolhida pelo governo federal para fazer o seguro das as nucleares de Angra 1 e Angra 2, no valor de R$ 2,5 bilhões; da Companhia Energética do Paraná, no valor de R$ 1,2 bilhão; e da Companhia Energética de Goiás, no valor de R$ 1 bilhão.

Depois de receber o primeiro alerta de que a empresa vinha falsificando certidões e demonstrações contábeis, a Superintendência de Seguros Privados (Susep), o órgão responsável pela fiscalização do setor securitário, demorou mais de um ano e meio para decretar seu fechamento, o que ocorreu há um mês.

<< Home