Interbrazil : Pilantragem no Atacado


Financiava o PT em Goiás por orientação de Ademar Palocci e fez resseguro fraudulento de empresa do Grupo Somague e Leão&Leão - ligadíssimas a Antonio Palocci. Por tudo isso, na Susep nunca tinha problemas.


(11/8/2005)
Ex-funcionário relata ocorrido na Interbrazil
Informação
O Galhardo, ex-funcionário que trabalhava para a Interbrazil Seguradora, resolveu se manifestar depois que publicou-se aqui a matéria “Sindicato barra manobra da Interbrazil”, em 10 de agosto. Ontem (10), o CQCS publicou matéria com o título “Sindicato diz que Susep sabia das ações da Interbrazil Seguradora”, onde o presidente do Sindicato dos Securitários de São Paulo, afirmou que um diretor da autarquia vinha investigando a seguradora há algum tempo. Desde o ano passado ficava um fiscal da Susep quase todos os dias na Interbrazil. Para a Susep a seguradora estava em perfeitas condições de funcionamento.
“Toda vez que alguém ligava pra ela [Susep], a informação era sempre a mesma, que a Interbrazil estava operando normalmente e não tinha nenhum problema”.O relato do ex-funcionário também traz informações que apontam mais irregularidades nas atitudes do presidente da seguradora, André Marques. A Interbrazil Seguradora vinha sendo acusada de cometer irregularidades, conforme relatadas em nossa comunidade. Entretanto, em seus momentos áureos, a partir de 2003, a seguradora ganhou as licitações de grandes riscos como Furnas, Usinas Termonucleares de Angra I e Angra II, Companhia Paranaense de Energia (Copel), Docas de Santos, em São Paulo e Cia Energética do Estado de Goiás, dentre outros. Fonte: CQCS

<< Home