Folha de SP Chama de "Mensalaço" o Que Disse Barcelona Ontem


Daqui para frente, teremos um novo ismo como referência a Caixa 2,etc...: PETISMO !
Corretora era caixa de PT e PP já na eleição de 2002, afirma Toninho a CPIs

O doleiro Toninho da Barcelona, reafirmou ontem, durante depoimento às CPIs dos Bingos, dos Correios e do Mensalão, que a corretora Bônus-Banval operava para o PT e para o PP. De acordo com Barcelona, era o doleiro Dario Messer quem enviava os dólares, do Panamá, e sua empresa, a Barcelona Tour, trocava em reais e entregava os valores convertidos à corretora que repassava recursos para nomes do PT e do PP indicados pelo publicitário Marcos Valério. Ele disse que "a Bônus-Banval era o caixa, o PC Farias" que agia em favor dos dois partidos. "O Delúbio [Soares, ex-tesoureiro do PT] não pegou aquela fortuna e pôs no bolso", afirmou. "Dario Messer é o principal doleiro do PT." Segundo Barcelona, entre 3 de setembro e 9 de outubro de 2002 "houve uma procura muito grande por reais em espécie e o mercado não conseguia atender". Ele disse que trocou para o doleiro Dario Messer US$ 2,050 milhões, o que equivaleria à época a cerca de R$ 7 milhões. "Esse dinheiro teve como destino a Bônus-Banval", assegurou. Além disso, o doleiro declarou que o ex-ministro José Dirceu era "amigo íntimo" dos sócios da Bônus-Banval. Os focos de Toninho foram:
MESSER, O DOLEIRO DO PT - / O DEPUTADO DO PT, DEVANIR RIBEIRO, (cujo gabinete de vereador trocava dólares). / BÔNUS-BANVAL - Segundo o doleiro, a corretora agia a favor do PT e do PP. / EMPRÉSTIMOS - Barcelona suspeita que os empréstimos sejam uma maneira de "esquentar" dinheiro que Valério ou o PT tenham no exterior./ BANCO RURAL - Segundo ele, o Trade Link Bank é um braço do Banco Rural, juntamente com a Radial Enterprise e a Deal Financial.
Blog do Cesar Maia

<< Home