Foi Dirceu que pediu - via Delúbio- emprego no BMG para a ex-mulher

E havia jurado que não !
Painel da FSP.


Em reunião informal com a cúpula da CPI dos Correios, Flávio Guimarães, maior acionista do BMG, afirmou que a direção do banco foi apresentada a Lula em um jantar em 2002. No ano seguinte, a instituição se tornaria líder em crédito consignado. De acordo com o relato de um dos participantes da reunião CPI-BMG, Flávio Guimarães disse ainda que o emprego de Maria Ângela Saragosa, ex-mulher de José Dirceu, no banco foi solicitado pelo então tesoureiro do PT, Delúbio Soares, em nome do chefe da Casa Civil.

<< Home