Farc


Prisão no Brasil teve pouco destaque. Nota anterior mostrou a importância internacional dada ao fato. Um dirigente da FARC, desta importância, mostra a sensação de liberdade que tinham no Brasil do PT.


EFE- Agencia Folha.

Farc querem trocar rebelde preso no Brasil por seqüestrados

Bogotá, 4 set (EFE).- As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) anunciaram hoje que um rebelde detido em agosto no Brasil é membro do comitê internacional do grupo e será incluído na lista de insurgentes que podem servir de "moeda de troca" na libertação de políticos e militares seqüestrados.
Assim afirmou "Raúl Reyes", porta-voz das Farc, em uma página de internet que costuma emitir pronunciamentos desse grupo armado ilegal. "Raúl Reyes" se referiu à detenção do guerrilheiro Francisco Antonio Cadena Collazos em São Paulo no dia 24 de agosto. Collazos foi chefe de imprensa das Farc nas frustradas negociações de paz de 1999 e 2002, e é conhecido como "Padre Camilo".Na Colômbia, o guerrilheiro é acusado de "homicídio agravado por fins terroristas, seqüestro, rebelião e terrorismo". As Farc mantém seqüestrados cerca de 60 políticos, soldados, policiais e três americanos, alguns deles feitos reféns há sete anos. A organização espera trocar as vítimas pelos guerrilheiros presos na Colômbia.

<< Home