Fala Toninho da Barcelona!


Globo-ON.

O doleiro Toninho da Barcelona, reafirmou, nesta terça-feira, em depoimento a parlamentares das CPIs dos Bingos, dos Correios e do Mensalão, que Dario Messer era o principal doleiro que operava para o PT, por meio da corretora Bônus-Banval.

Barcelona já tinha citado o nome de Messer em agosto em depoimento informal a parlamentares da CPI dos Correios, que já aprovou a convocação para ouvi-lo. A CPI também vai ouvir Marcelo Viana, funcionário de Barcelona que trocaria dólares para petistas. -
Todo o dinheiro que era encaminhado à Bônus-Banval se destinava a partidários do PT.

Não única e exclusivamente a Delúbio Soares. Ele não pegou aquele dinheiro todo e pôs nos bolsos. Barcelona contou que do dia 09 de setembro a 10 de outubro comprou um total de US$ 2,5 milhões para a Bônus-Banval. E, segundo ele, havia uma "triangulação" no esquema. - O Banco Rural vendia dólares a Messer, que vendia no mercado e angariava reais. A Bônus-Banval só recebia os reais e administrava - explicou.

<< Home