Exclusivo - Pesquisa do Blog!


Atenção ! Foi exatamente isso que a Trevisan fez no caso da Telemar e empresa do filho de Lula. O presidente da Telemar disse isso em reunião. E porque agora a CVM ficou calada ? Porque é o filho de Lula. CVM perde sua autoridade com isso. Deveria ser questionada pelo Congresso.

Folha de SP - em 13 de janeiro de 2005.

NORMA BARRA ASSESSORIA DA TREVISAN À VARIG!

A Trevisan Associados, que nos bastidores vem assessorando a Varig no plano de reestruturação da companhia aérea, não pode, pelas regras da CVM (Comissão de Valores Mobiliários), prestar esse tipo de consultoria. Isso porque a Trevisan audita os balanços da empresa. Pelo artigo 23 da instrução 308 da CVM, é vedado a uma auditoria ou às empresas ligadas a ela "prestar serviços de consultoria que possam caracterizar a perda de sua objetividade e competência". Ou seja, o papel de consultor pode afetar a isenção necessária do auditor. O artigo coloca como exemplos de consultoria "assessoria à reestruturação organizacional, avaliação de empresas e reavaliação de ativos". Esse tipo de assessoria é o que vem ocorrendo, segundo diversas fontes ouvidas pela Folha.

<< Home