Eleições Presidenciais na Bolívia


Candidato do MIR -maior partido- renuncia!

Quiroga favorito!

O Senador Hormando Vaca Diez -MIR- desmoralizou-se, junto à opinião pública, quando, há três meses, pretendeu assumir a Presidência da República, em meio a grande convulsão popular. Mais recentemente, perdeu o apoio dentro de seu próprio partido, MIR. O MIR, tal como outros partidos tradicionais bolivianos, atravessam uma fase de ampla desmoralização e a candidatura de Hormando Vaca Diez apenas reforçaria a perspectiva da derrota nas próximas eleições presidenciais. Tanto isso é verdade que a maioria dos candidatos abandonou os partidos políticos tradicionais, tendo-se inscrito como candidatos de "agrupaciones ciudadanas". Estas são organismos, aprovados por lei recentemente editada, a fim de que a população possa aceder a cargos eletivos sem a necessidade de fundar partidos políticos ou a eles filiar-se.

Dos oito candidatos inscritos, apenas dois parecem desfrutar de efetivas possibilidades de vitória naquelas eleições:

(a) Jorge Quiroga, ex Presidente da República, considerado o candidato da direita e antigo aliado do também ex Presidente Hugo Banzer, que abandonou seu partido (“Acción Democrática Nacionalista”) e que se apresenta pela “agrupación” cidadã PODEMOS; e

(b) Evo Morales, líder indígena (e "cocalero"), que logrou aglutinar praticamente toda a esquerda e que foi acusado pelos EUA de ter vínculos privilegiados com Chávez e Fidel.

As sondagens de opinião dão vantagem, por ora, a Quiroga, mas foram elas realizadas só nas principais cidades, não levando em conta, portanto, a intenção de voto nas zonas rurais, onde Morales conta com sólido respaldo.

<< Home