E se Severino Pedir Licença Para Incomodar o PT?


Da Coluna de Dora Kramer.

A bancada petista na Câmara resiste a assinar a representação pedindo o afastamento de Severino, diz que precisa de "tempo" até a semana que vem para decidir, mas, em princípio, defende sua permanência no cargo. O argumento? O de que o PFL assume o lugar, na figura do vice-presidente José Thomaz Nonô, e tal substituição não seria aceitável por se tratar de parlamentar da oposição. Ou seja, sendo o PFL o primeiro na linha de sucessão, está permitida toda e qualquer ilegalidade. Para o PT, nessa ótica, antes um presidente da Câmara sob grave suspeita de corrupção do que um presidente interino da oposição. Convenhamos, em matéria de critérios, o partido já teve melhores.

<< Home