Dourado Cala, Cala...

Mas com o cansaço, acaba entregando.

Só confirma notas de investigação publicada aqui antes

Anote este nome: SOMAGUE.

Folha-SP.

Assessor confirma versão de Buratti e contradiz Palocci

O chefe-de-gabinete do Ministério da Fazenda, Juscelino Antonio Dourado, 39, admitiu ontem à CPI dos Bingos que o advogado Rogério Buratti pediu a ele em 2003 uma audiência do ministro Antonio Palocci Filho com o grupo português da construção civil Somague, associado à empresa Leão Leão numa concessão de rodovia. O encontro foi marcado. O ministério não confirmava que a reunião atendeu a um pedido de Buratti, ex-secretário de Palocci no primeiro mandato de prefeito em 1993 e 1994. "No primeiro semestre de 2003, ele [Buratti] me solicitou uma audiência. Falou assim: "como que a gente faz, tem um grupo português, como faz para o ministro receber". Eu disse: "pede para o grupo fazer contato no gabinete do ministro da Fazenda e solicitar a audiência". A empresa fez diretamente o pedido a mim e nós agendamos o compromisso com Palocci", afirmou Dourado.





<< Home