Diretor Geral da PF diz que apreensão no Banco Rural mostra a corrupção política


Folha de SP - O que o sr. aponta como resultados concretos nestes dois meses do inquérito que apura o "mensalão"?


Lacerda - O resultado fundamental foi a diligência de busca e apreensão no Banco Rural, em Belo Horizonte, quando a PF apreendeu os documentos que demonstraram o recebimento, por pessoas ligadas a parlamentares -parentes ou assessores-, de vultosos valores enviados por empresas de Marcos Valério. Essa foi a grande diligência que permitiu a constatação de que o dinheiro, de fato, era liberado, por meio do Banco Rural, para essas pessoas. Até então, falava-se que existia isso. Com essa diligência, fez-se a comprovação material, que é indispensável a uma investigação.

<< Home