Detalhes das Viagens dos Parentes de Lula e Palocci Usando Fundo Partidário


Estado de S. Paulo de domingo transcrito no blog do Noblat. Trechos.

Naquela data, embarcaram do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, para a capital federal Marcos Cláudio Lula da Silva, filho do presidente, e sua mulher, Carla Adriane. As notas indicam que eles voltaram no mesmo dia. Luiz Cláudio, outro dos filhos de Lula, fez igual trajeto no mesmo dia, também acompanhado da namorada, Talita. Ainda no mesmo dia, Sandro, outro dos filhos do presidente, partiu de Brasília rumo a São Paulo, ao lado da namorada, Marlene Araújo. No dia seguinte, retornou a Brasília. Três dias depois, foi a vez de Marlene voltar à capital federal. As notas fiscais não registram a primeira ida de Sandro a Brasília, que mora em São Paulo. No dia 23, uma semana depois, ele e a namorada voaram novamente de Congonhas para Brasília. Lurian Cordeiro, a filha mais velha de Lula, acumulou mais milhas. Ao lado do marido e da filha, partiu no dia 13 de dezembro de Florianópolis, fez escala em São Paulo e desembarcou em Brasília. Dez dias depois, ela foi a São Paulo e depois ainda voltou a Brasília no dia 30, às vésperas da posse do pai. Só retornou a Florianópolis em 6 de janeiro de 2003. A filha e o marido voltaram antes, no dia 23 de dezembro.No caso da mulher e da filha de Palocci, as passagens foram de São Paulo para Ribeirão Preto, também no dia 23. Os documentos registram ainda que a filha de Palocci se hospedou com o pai no Hotel Sofitel, no dia 20. O PT pagou R$ 367 pela diária. Assinados pelo ex-tesoureiro Delúbio Soares, cópias dos cheques do partido, que também estão na prestação de contas, mostram que todas as passagens foram pagas com recursos da conta 140808-9 no Banco do Brasil. Segundo o TSE, é a conta que recebe recursos do Fundo Partidário.

<< Home