Deputada Cidinha Campos Conta a História do Waldomiro


Na CPI dos Bingos, Cidinha Campos (PDT-RJ) acusou Waldomiro Diniz de patrocinar dois esquemas de extorsão no período em que presidia a Loteria do Rio de Janeiro (Loterj). Um dos esquemas de Waldomiro, era o de arrecadar propinas de R$ 1 milhão por mês das casas de bingo, dando em troca a garantia que os estabelecimentos não seriam fiscalizados. O outro esquema teria ocorrido por meio da agência de publicidade Job, instalada em Niterói, com quem Waldomiro teria feito um contrato de repassar R$ 15 milhões no período de um ano. "Só que em vez de fazer a publicidade, a Job passava o dinheiro a Waldomiro e seus comparsas e ao deputado Bispo Rodrigues (PL-RJ). "A gestão de Waldomiro na Loterj foi um verdadeiro caos". "Ele implantou um sistema de corrupção ampla, geral e irrestrita", alegou.

<< Home