Confirmado !

Remessas de imigrantes podem encobrir lavagem...

Leia este trecho da matéria na FSP. Lembre-se que notas anteriores mostraram a conexão do BCP com a Somague e esta com a Leão&Leão em Ribeirão Preto. Até o ministro Jacques Wagner foi a Boston anunciar o acordo.

A Polícia Federal do Paraná está abrindo inquéritos contra vários donos de empresas que fazem remessas de dólares para o país enviados por imigrantes brasileiros que vivem e trabalham no exterior, sobretudo nos EUA. Além de serem suspeitos de lavar dinheiro e atuar como doleiros, esses empresários vêm emperrando uma iniciativa da CEF de entrar no mercado de ""remittances" (remessas). Estima-se que haja mais de 1,3 milhão de brasileiros vivendo nos EUA. Segundo Flávio Petró, consultor técnico da área internacional da CEF, o banco espera agora aumentar o número de clientes por meio de uma parceria fechada há 60 dias com o BCPbank, que atua em três Estados americanos onde há forte concentração de brasileiros. Diferentemente do serviço lançado no ano passado, no qual o usuário precisa ter um cartão de crédito para fazer as remessas, os envios por meio do BCPbank podem ser feitos em dinheiro vivo.

<< Home