Comentário: Uribe na ONU


Em seu pronunciamento na Assembléia Geral das Nações Unidas, o Presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, descartou a classificação dos governos como de direita ou de esquerda, por se tratar de “uma perspectiva simplista”, tendente a polarizar os países tanto interna, quanto externamente. Propôs, em seu lugar, a utilização de quatro parâmetros “para qualificar nossas democracias”:

Segurança, com alcance democrático.
Proteção efetiva das liberdades públicas
Transparência, como fator de confiança.
Coesão social, como princípio de sustentabilidade democrática.

“Debaixo desses parâmetros, poderemos definir se uma democracia é institucional ou caudilhista, se está regida pelo ordenamento jurídico ou por caprichos personalistas, e se é uma democracia progressista ou retardatária”, arrematou.

<< Home