Comentário: Reforma Política e Eleitoral


A partir do dia 14 de setembro, qualquer lei aprovada no Congresso sobre reforma politica ou eleitoral, só será aprovada se o Lula quiser.

Explico: o presidente tem 15 dias úteis para vetar ou sancionar leis. Se Lula fizer o veto no último dia, não haverá lei, ou dispositivo de lei válido, pois se estará a menos de um ano da eleição, quando a lei não poderá mais reger a eleição de 2006.

A única exceção é a desverticalização, pois esta está sendo decidida por emenda constitucional, para a qual, não há prazo.

<< Home