Comentário: Itália, Onde a Crise Política é a Normalidade


A oposição italiana de centro esquerda pediu hoje a renúncia do Governo de Silvio Berlusconi e exigiu a convocação de eleições gerais antecipadas, alegando que o Executivo está "acabado" e que é melhor "um mês de transitoriedade do que nove meses de agonia".

Essa posição foi tomada após o conhecimento da renúncia do Ministro da Economia, Domenico Siniscalco, em consequência das críticas dos partidos governamentais Liga Norte e do democrata-cristão UDC ao orçamento geral do Estado para 2006, e do caso do Governador do Banco da Itália, Antonio Fazio, acusado de ter atuado com favoritismo nos casos dos bancos BNL e Antonveneta e de ter danificado a imagem da Itália.

Prodi, líder da oposição, disse que um Governo que não entra em um acordo na questão mais importante, que são os orçamentos do Estado, "só pode fazer uma coisa, renunciar". "O Governo de Berlusconi deve perceber sua fraqueza", acrescentou Prodi. O líder do ex-comunista partido Democrático de Esquerda (DS, aliado de Prodi), Piero Fassino, também exigiu a renúncia do Executivo, e Francesco Rutelli, líder da Margherita, outro partido da centro-esquerda, disse que a peça de teatro, em referência ao governo de Berlusconi, acabou. Os sindicatos também expressaram sua preocupação com a crise iniciada, assim como os empresários.

Blog do Cesar Maia

<< Home