Capacidade empresarial, inigualável !


Estado de Minas !
Era uma vez três vacas da raça girolando, assustadoramente prolíficas. Em oito anos, o dono lucrou tanto com os abençoados animais que se tornou proprietário de nove bem montadas fazendas. Essa é a evolução do patrimônio do deputado federal Romeu Queiroz hoje no PTB-MG, de acordo com as declarações de bens que o próprio político apresentou à Justiça Eleitoral em 1994, e em 2002.Em 1983, sua carreira na MinasCaixa deu um salto. Nomeado diretor das carteiras Habitacional e Bancária da MinasCaixa. Foi o trampolim que esperava para ingressar na política. Em 1986, deixa a instituição para se eleger deputado estadual pelo PMDB. No início do segundo governo de Hélio Garcia, em 1992, Queiroz presidiu a Assembléia Legislativa. Filiado ao PSDB, voltou ao cargo em 1997, no fim do governo do tucano Eduardo Azeredo. Hoje, Queiroz viaja no seu Seneca III, bimotor de seis lugares. É dono de três concessionárias de veículos, da empresa de ônibus urbanos Transamazonas, de dois apartamentos em Belo Horizonte, de outro em Patrocínio e de um flat em Brasília. Com base nos documentos públicos, é difícil avaliar o patrimônio de Romeu Ferreira de Queiroz.



Rebanho das fazendas de Romeu Queiroz, iniciado com três exemplares da raça girolando em 1993, hoje inclui vacas leiteiras de alta linhagem

<< Home