Zero Hora Entrevista Lula II


A investigação das denúncias por órgãos ligados ao Executivo é suficiente?

Lula em 8/04/2001 - Como é que alguém subordinado ao presidente (referindo-se à criação da Corregedoria-Geral da União) vai investigar as mazelas que a imprensa diz que são de responsabilidade do próprio governo?

No início da crise, no lugar de admitir os erros, o Planalto se concentrou em buscar bodes expiatórios na oposição. A demora não inflou a crise?

Lula em 19/09/1999 - O presidente da República (referindo-se a Fernando Henrique) faria muito melhor se deixasse de lado a busca de bodes expiatórios e o costume de insultar as forças de oposição e passasse a estudar propostas (...) voltadas para a busca de solução real para as dificuldades crescentes que cercam nosso país. Busca que, evidentemente, exige mudanças radicais no modelo econômico de recessão e juros extorsivos que é hoje imposto aos brasileiros.

Parte da defesa do PT está baseada no argumento de que a corrupção não foi inventada pelo atual governo. A estratégia de envolver o PSDB tem fundamento?

Lula em 24/09/2000 - Aqui no Brasil, essas evidências de que as políticas neoliberais carregam um padrão de corrupção eleitoral não são novidade. O presidente FH empurrou para baixo do tapete todas as denúncias de compra de votos pelo seu governo para aprovação da reeleição. A cada novo escândalo denunciado, realiza uma nova operação abafa. Mesmo quando o seu braço direito, Eduardo Jorge (ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência), foi denunciado.

O PT está sabendo lidar com a postura da oposição diante da crise?

Lula em 4/11/2001 - Forjado em uma longa trajetória de atuação oposicionista, o PT compreende mais do que ninguém a importância fundamental da cobrança, da fiscalização e da crítica exercida pela oposição em qualquer nível de governo. Sem isso, não existe vida democrática.

<< Home