Volte Aqui, Hoje, Depois das 11:30 hs da Manhã

Mais Novidades de Ribeirão Preto, do Leão e do Palocci

Abaixo matéria do JB de hoje.

Palocci firmou nove contratos sem licitação com Leão Leão
Negócios ultrapassam R$ 4 milhões, segundo prefeito do Rio, Cesar Maia

O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, firmou quando era prefeito de Ribeirão Preto entre 2001 e 2003 nove contratos sem licitação com a empresa Leão Leão, coleta de lixo. Os negócio feitos sem licitação somam R$ 4.124.584,40. acusada de pagar R$ 50 mil a Palocci como propina por contratos relacionados à Quatro dos contratos feitos sem licitação eram destinados à ''Operação do aterro sanitário municipal'' pelo período de 90 dias. Estes negócios, no valor de R$ 769.511,19 cada, eram renovados após os 3 meses de operação, sempre sem licitação.

O prefeito do Rio, Cesar Maia (PFL), divulgou ontem em seu site informações sobre as licitações da Prefeitura de Ribeirão Preto com as empresas do grupo Leão Leão no período em que Palocci era prefeito. As informações, retiradas do Diário Oficial de Ribeiro Preto, mostram além dos nove contratos sem licitação, outros 10 feitos com licitação. Somados, os contratos firmados entre a prefeitura e a Leão Leão entre 22 de fevereiro de 2001 e 10 de setembro de 2002 chegam a R$ 53.865.143,45.

O maior contrato com licitação firmado nesse período foi também relativo à administração do aterro sanitário. Desta vez, no entanto, o valor foi de R$ 41.650.052,20. Este contrato vai contra a afirmação do ministro durante a entrevista coletiva, quando disse que ''nenhum contrato'' firmado em seu governo tinha a dimensão do da coleta de lixo, de R$ 50 milhões.

(manhã)

<< Home