Tucano Imita Delúbio


Até 15 dias atrás estava processando o senador Eduardo Azeredo. Desistiu. Agora vai para o sacrifício - pelo menos pro forma. Em nota anterior há o desmentido de Valério.

O PT quer convocá-lo para depor. Entra outro personagem no jogo através da revista Veja.
Agora ele terá que depor. Cláudio Mourão!

Matéria do Jornal do Brasil


Tucano imita Delúbio

A estratégia do PT de concentrar as principais denúncias do escândalo do mensalão sobre o ex-tesoureiro Delúbio Soares está fazendo escola. Ex-tesoureiro da campanha do hoje presidente nacional do PSDB Eduardo Azeredo ao governo de Minas Gerais em 1998, Cláudio Mourão assumiu a responsabilidade do caixa dois naquele pleito e isentou de envolvimento o senador Azeredo, que tentava se reeleger. A versão de Mourão - convocado para depor na CPI - sai publicada hoje na revista Veja que divulgou trechos na internet.

Mourão foi secretário de Administração da gestão Azeredo, entre 1995 e 1998.
- Azeredo e Clésio Andrade, candidato a vice, não tiveram nenhuma responsabilidade na operação do esquema de caixa dois da campanha de 1998. Eu tinha total autonomia e fiz tudo da minha cabeça.

O caixa dois tucano teve a participação do dono de agências de publicidade Marcos Valério, suposto operador do mensalão do PT.

<< Home