Time Reserva


Estas são as questões fundamentais: quem coloca o processo na mesa de Lula e ele assina sem ler? A quem ele delega decisões de rotina, no escuro? Não se joga em governo com time reserva. Nada anda!

Coluna de Eliane Catanhede na FSP. Trecho inicial.

O tripé ruiu

O tiro de Rogério Buratti no ministro Antonio Palocci tem dois efeitos dramáticos: ameaça a única ilha de estabilidade, que é (era?) a economia, e atinge a terceira ponta do tripé político do governo Lula. Dirceu se esborrachou, Gushiken caiu, Palocci está manco.

Palocci não é réu e muito menos se pode dizer que seja culpado. O que há, até agora, é o depoimento de Buratti, sem provas, sem evidências. Mas ele foi braço direito de Palocci na Prefeitura de Ribeirão Preto. Ele sabe das coisas. Se não há provas, há suspeitas fundamentadas.

É grave. Lula opera com o segundo time justamente no pior momento de uma crise sem precedentes. Márcio Thomaz Bastos não é político, é um bom advogado. Jaques Wagner não tem, e dificilmente terá, a intimidade e a influência sobre Lula que Dirceu e Gushiken tiveram. Dilma cuida da administração, Dulci é periférico.

(manhã)

<< Home