Senador Cristovam Buarque (PT), Fala


Trechos de artigo no JC de Recife de hoje.

A chance foi perdida.

Aos pobres, a oferta foi de administrar melhor e de forma assistencial os programas antigos; aos ricos, de manter os privilégios intactos. Ao contrário, pediram que o povo comemorasse a pequena esmola dos programas assistenciais, e comemoraram com os ricos as vantagens não perdidas, ao contrário do que se dizia durante as eleições.

O PT e o governo foram corrompidos pelas facilidades do marketing na manipulação da opinião pública. E acreditaram que, no governo, isso funcionaria durante quatro anos. E depois mais por mais quatro, até eleger o sucessor.

Os escândalos de corrupção são parte de um jogo de política superficial, retratam a arrogância do publicitário que passa a acreditar na veracidade da publicidade que faz.

Acabou o líder que poderia mudar o Brasil. Ele preferiu a encenação à transformação, ficar na esquina que herdou, em vez de nos conduzir no caminho da mudança, como todos esperavam.

(tarde)

<< Home