Roberto Jefferson Acusou Ontem e Hoje Se Confirma


OG

Diferença entre contrato e registro no TSE põe Bittar sob suspeita de caixa 2

Um contrato de prestação de serviços para a campanha à Prefeitura do Rio de Janeiro do deputado Jorge Bittar (PT-RJ), em 2004, registrou o compromisso de pagamento de R$ 3,8 milhões para a agência de publicidade Casablanca. Mas o valor pago oficialmente pela campanha de Bittar e registrado no Tribunal Superior Eleitoral é de R$ 800 mil.

No contrato a que o GLOBO teve acesso, o ex-tesoureiro nacional do PT Delúbio Soares aparece como avalista. Em nome de Bittar, assina a tesoureira de sua campanha, Fernanda Carísio. O contrato foi assinado no dia 13 de setembro de 2004.


(manhã)

<< Home