Rio Deputados Estaduais e Bingo

CPI Investiga Braço Político da Propina

O Globo de Domingo.


Um documento em poder da CPI dos Bingos no Senado, será o ponto de partida da comissão para investigar o braço político do esquema de de corrupção ligado a empresários de jogos. O papel registra o resultado de uma operação da Policia Federal guardada a sete chaves há um ano e seis meses e é a principal evidência material até aqui da existência de pagamento de propina do setor a políticos.

A apuração passou a ser prioritária na CPI, depois que o advogado Rogerio Buratti, ex-assessor do ministro Palocci na prefeitura de Ribeirão Preto, denunciou que a campanha de presidente Lula no Rio e em S.Paulo em 2002,teria recebido dinheiro arrecadado ilegalmente em casas de bingo das duas cidades.

Três dias após vir a tona o escândalo Waldomiro Diniz em 16 de fevereiro de 2004, agentes federais apreenderam R$ 231.617 em dinheiro vivo num apartamento em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. O imóvel pertencia ao então presidente da Associação dos Bingos do Rio, José Renato Granado, conhecido como Zé Renato. O dinheiro estava em sete envelopes com quantias diferentes, alguns com a inscrição "movimento de caixa", o que de imediato levantou a suspeita de que se tratava de propina pronta para ser distribuída. A análise do material desencadeou uma investigação que segundo fontes da Policia Federal, aponta para a existência
de um esquema de pagamento de mesadas a deputados estaduais do Rio e a pelo menos um deputado federal, já citado nas denuncias sobre o mensalão.

(noite)

<< Home